CEFET-MG

CEFET-MG classifica-se para a etapa semi final da OBRAC 2017- Olimpíada Brasileira de Cartografia

Quinta-feira, 5 de outubro de 2017

          A equipe autodenominada “Buritizinhos” do CEFET-MG campus Divinópolis, conduziu a instituição á fase semifinal da OBRAC 2017. A equipe é composta pelos alunos: Brenda Costa Belchior Guimarães, Frederico Xavier Capanema, Henrique Silva Rabelo, alunos do 1º ano do curso Técnico em Informática e Camila de Souza Santos, do 1º ano do curso de Produção de Moda.

cartografia-3

            A equipe do Campus Divinópolis vem se destacando em todas as fases da OBRAC 2017, que se iniciou no mês de maio, chegando até a etapa semifinal. (Confira aqui o resultado)

            Na fase anterior chegaram 64 instituições escolares e destas, 10 seriam classificadas para a etapa semifinal. A equipe de Divinópolis classificou-se em 4º lugar. A prova da Etapa se constituiu na elaboração de um mapa com o tema: “Palmeiras do Brasil”.

            A equipe Buritizinhos,realizou um trabalho interdisciplinar utilizando os recursos tecnológicos disponíveis na instituição bem como seus conhecimentos acerca destes, da Cartografia e de outras áreas do conhecimento. Desta forma, além da professora de Geografia que é a orientadora da equipe, Nádia Cristina da Silva Mello, outros professores contribuíram eficazmente para a realização da atividade. Foi elaborado o MIBM – Mapa Interativo Buritis de Minas.

cartografia-1

            O MIBM foi idealizado a partir das reuniões realizadas com a orientadora e os professores que apoiaram a equipe nesta etapa. De Língua Portuguesa e Literatura, prof. Rodrigo Alves dos Santos, de Biologia, professor Wanderson Lamounier,de Programação de WEB I, professores Michael Ferreira da Silva e João Maurício Costa. Colaboraram também na execução do MIBM, os alunos: Paulo César Lima Junior (3º Eletromecância) e Iago Henrique Pires Moreira e Morais (4º período de Eng. Mecatrônica). Os alunos auxiliaram a equipe nos trabalhos realizados com a impressora 3D e nos conhecimentos sobre prototipagem rápida, orientados pelos professores Wagner Custódio e Adriano Drumond dos cursos de Técnico em  Eletromecânica e Eng. Mecatrônica.

            O MIBM é um mapa interativo, elaborado com a finalidade de apoiar deficientes visuais na aprendizagem da Cartografia. Tendo como referência o tema proposto, Palmeiras do Brasil, a equipe decidiu por representar a distribuição da palmeira buriti, vegetal característico das áreas de Cerrado que possuem grande teor de vitamina A.

            A palmeira buriti desenvolve-se em ambientes naturais chamados Veredas. Estas áreas foram imortalizadas no livro “Grande Sertão: Veredas” de Guimarães Rosa. Baseando-se nesta obra literária, a equipe Buritizinhos, representou o mapa de Minas Gerais com a distribuição das áreas de Veredas e a localização das dezessete cidades de Minas Gerais citadas no livro. A equipe também realizou uma pesquisa no site do Datasus, buscado levantar nas dezessete cidade, o quantitativo de  incidência das doenças dos olhos, cardiovasculares e dos ossos, que podem ser prevenidas com o uso correto da vitamina A presente no fruto do buriti. De posse destes dados organizaram gráficos comparando o resultado de cada cidade com o total do Estado de Minas Gerais.

             Na impressora 3D foi impresso o contorno do mapa de Minas na escala aproximada de 1:25.000, e posicionado numa superfície de isopor, onde foram localizadas as áreas de veredas e as cidades, que foram identificadas com alfinetes conectados a um arduíno. A equipe criou um site, onde foram postadas informações sobre o buriti, seu aproveitamento e os gráficos sobre as cidades.

            O MIBM, portanto foi criado como atividade para a Fase 2 da Etapa II da OBRAC 2017. Mas a equipe Buritizinhos pretende dar prosseguimento aos estudos sobre a importância da Palmeira Buriti para a saúde humana, bem como contribuir com a ampliação dos recursos tecnológicos para a inclusão.

              A equipe aguarda no dia 07 de outubro a divulgação da próxima prova que será publicada pela equipe da OBRAC 2017.